Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

A Miúda Agridoce

Miúda banal dos subúrbios de Lisboa, capital de Portugal, de onde orgulhosamente provenho.

A Miúda Agridoce

Miúda banal dos subúrbios de Lisboa, capital de Portugal, de onde orgulhosamente provenho.

Vida difícil de um trabalhador que estuda!

tumblr_ldmm0pyuzp1qa1i5jo1_500_large.png

 

 

 

Pois é! A vida não é fácil... isso já todos sabemos. Há uns anos atrás, enquanto estava na faculdade, tive que desistir por motivos económicos. Na altura como era miúda (ainda sou, a Agridoce!) estava a part-time mas o contrato acabou e estive demasiado tempo à procura de outro part-time para aguentar as despesas fixas que o ensino superior acarreta (propinas, transporte, material, etc.) Assim, fiquei extremamente desiludida mas teve que ser. Entretanto, o tempo passou e eu comecei a trabalhar a tempo-inteiro noutras empresas, mas em particular nesta empresa (mini empresa vá) onde estou actualmente a fazer trabalho administrativo, que me dá cabo do juízo e que me desvaloriza quase a 100%. Estou aqui há 1 ano e qualquer coisa e no meio de tanta revolta, sou tratada como se fosse uma "maluquinha" por assim dizer e isto originou a que decidisse: É este ano que retomo os estudos! Faz-me uma certa confusão como existem pessoas que se "contentam" desculpem-me o termo, a ganhar o ordenado mínimo, parece que a ambição delas morreu, ganham para pagar despesas, ou pior: a ganham para sobreviver. Nunca pensei assim, talvez seja ambiciosa demais às vezes eu sei, mas sinto que mereço um bocadinho mais que 505 euros por mês (agora claro, só porque há eleições em 2015). Tenho a sorte de ter um "mais-que-tudo" super compreensivo e que me apoia incondicionalmente, quando eu digo "não me apetece ir hoje.." ele diz imediatamente "nem quero ouvir!! vais e acabou!" com aquele seu ar meio sério meio gozo, só para eu não levar muito a peito. Mas como ele, há também aqueles que utilizam o velho argumento, que honestamente a mim me dá asco do "vais para a faculdade para ires para as caixas do continente?" please. POUPEM-ME SE FAZ FAVOR. Até posso acabar lá, não me cai nenhuma perna por isso, mas pelo menos tenho mais uma porta aberta, mais uma saida, mais uma alternativa.

 

Enfim. Como já tenho muitas cadeiras feitas, este semestre só tenho duas cadeiras para fazer e ainda assim it's killing me! Esta rotina de 8h to 18h and 18h30 to 23h dá cabo de qualquer mente sã. Mas quando começo a querer fraquejar lembro-me do inútil do meu patrão e de que se não investir urgentemente na minha formação é um dado mais do que adquirido de que a minha vida vai ser passada aqui, a "virar franguinhos" e a ser muito feliz com 505 euros. 

 

 

 

E ninguém merece. 

 

 

<3 com amor.